Cirurgia de Lipoaspiração

A Cirurgia de lipoaspiração tem o objetivo de dar contorno ao corpo, aspirando os acúmulos de gordura localizada, observando-se sempre os limites de cada caso. Não é uma cirurgia que visa “emagrecer o paciente”.

 

A lipoaspiração, como toda cirurgia, tem seus riscos e o seu período de recuperação próprio. Esta cirurgia é feita empregando cânulas de fino calibre (3 mm a 6mm) com a finalidade de manter a superfície o mais regular possível. A gordura aspirada tem seu lugar substituído por edema e fibrose cicatricial. Você deve estar alcançando seu resultado em um período aproximado de 120 dias, tempo necessário para ocorrer a remissão dos edemas e a diminuição da fibrose na região tratada. Vale observar que a finalização do processo de cicatrização estende-se até 18 meses.

 

Na 1ª semana de pós-operatório, você deve estar com as mesmas medidas corporais de antes da cirurgia, devido à fase de edema acentuado que se forma. Nestes primeiros dias é provável que você se sinta cansada e sem muita disposição, em virtude da anemia que se instala, e cuja recuperação ocorrerá dentro dos primeiros 10 dias com os cuidados de hidratação e alimentação prescritos. Na 3ª semana, já deve começar a aparecer alguma diferença no contorno corporal, mas você ainda está longe de seu resultado definitivo. Após 30 dias, o edema deve estar em fase de localização mais definida nos lugares tratados, sendo evidente regiões de fibrose cicatricial, que estarão “dissolvendo” com a evolução da cicatrização. Após 60 dias deve-se abolir o uso da cinta para evitar marcar a região tratada, devido às possíveis dobras localizadas que se faz com o uso da mesma.

 

Os riscos desta cirurgia devem ser semelhantes à de outras. Entretanto, como em qualquer cirurgia, pode ocorrer a necessidade de revisão de cicatriz. No caso da lipoaspiração a cicatriz refere-se à do tecido adiposo tratado.

 

 

A lipoaspiração não tem o poder de modificar a estrutura óssea de seu corpo, tendo por isto limites definidos quanto a seu resultado.